Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

NOKIA cria Alerta

 

 

 

Nokia lança telemóvel com alerta para consumo de energia

 

10/05/2007

 

A Nokia anunciou hoje o lançamento do primeiro telemóvel com alertas que pedem aos utilizadores para desligarem os carregadores da corrente assim que o aparelho fica totalmente carregado. A fabricante estima que estes "pequenos gestos" são suficientes para poupar electricidade suficiente para abastecer 85 mil casas por ano.

O novo "software" começará a ser introduzido nos modelos 1200, 1208 e 1650 da marca finlandesa, que posteriormente o colocará em toda a sua gama de telemóveis.

Kirsi Sormunen, vice-presidente da área de ambiente da Nokia, adiantou que actualmente "cerca de dois terços da energia consumida pelos telemóveis é desperdiçada por não se desligar o carregador da tomada. Queremos reduzir este desperdício e estamos a trabalhar para reduzir ao mínimo a energia consumida pelos nossos carregadores. Este alerta serve para que as pessoas nos ajudem a reduzir o consumo energético dos telemóveis".

 

( Agência Reuters)

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:22
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

CAMPANHA:TROCA DE LÂMPADAS

 

 

Troca de Lâmpadas

Alguns alunos do 5º B, com a professora Albertina Salvaterra, distribuíram gratuitamente em algumas residências próximas da escola, lâmpadas de baixo consumo em troca de lâmpadas incandescentes convencionais. Os alunos alertaram as pessoas para a necessidade de poupar energia, trocaram as lâmpadas, ofereceram um cartaz de divulgação das dez medidas para poupar energia e relataram também algumas das actividades que a Escola tem vindo a realizar no âmbito do projecto “ O ambiente é de todos – vamos usar bem a energia”.

 

A população colaborou. As pessoas demonstraram interesse e disseram que cada vez mais é importante a poupança de energia não só porque economicamente é vantajoso mas também porque se protege o ambiente.

 

 

                         

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 21:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Abril de 2007

FORNO SOLAR

 

 

Estudo da eficiência de diferentes fornos solares

 

 

     Os alunos do 8º ano da turma D da Escola José Saraiva de Leiria, estão, durante este terceiro período, a construir modelos de fornos solares a partir de projectos já existentes e outros idealizados por eles, utilizando materiais isoladores e reflectores diversificados.

 

         Pretende-se que os alunos apliquem os conhecimentos sobre a luz, que lhes vêm sendo transmitidos nas aulas de CFQ.

    O espírito é escolher preferencialmente materiais que de outra forma seriam desperdiçados, promovendo a reciclagem. Os materiais utilizados são predominantemente pouco dispendiosos, e utilizados no dia a dia, pelos alunos, nas suas casas.

 

         

 

       Utilizam-se diferentes superfícies reflectoras, posicionadas de forma a optimizar o processo de convergência dos raios luminosos no corpo sujeito a aquecimento, Pode-se melhorar as condições de aquecimento, através de alguma criatividade e selecção de diferentes materiais.

 

               

     Este período lectivo foi escolhido para esta actividade, porque as condições metereológicas são melhores, os dias de sol sem nuvens são mais frequentes, o que permite tirar conclusões mais válidas.

 

        Os alunos vão registar os valores das temperaturas atingidas e os tempos de aquecimento para diferentes fornos solares, tabelar esses valores, construir gráficos de temperatura/tempo de aquecimento e efectuar um estudo comparativo dos resultados obtidos.A título de exemplo apresentamos aqui o “Suntastic”, seleccionado na NET e construído pelos alunos a partir de uma caixa de cartão cúbica e papel de alumínio.

    0003671r00037q71

 

Vista lateral do “suntastic”

 

Este projecto foi o primeiro a ser construído, por ser o mais bem documentado que foi encontrado.

  

 

00039r8x 

 

  

O “Suntastic” posicionado para condições de sol alto.

 

 

  

 

 

 

O “Suntastic” posicionado para condições de sol baixo.

 

      Embora seja a turma D do 8º ano que está mais directamente ligada ao projecto, alunos de outras turmas e alunos do Clube de Ciência, estão motivados para esta actividade, e querem participar.

 

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 17 de Abril de 2007

COMO poupar energia...1

 

  

0002t0aq

 

        ( Afonso Sousa  9º B)

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 15 de Abril de 2007

PODEMOS MUDAR O MUNDO … começando pela nossa casa

Algumas das frases que foram distribuidas no desdobrável entregue à população local no domingo dia 15 de Abril à saída da igreja da Cruz da Areia
 
 
Sempre que possível compre produtos não embalados
 
Organize o lixo doméstico e deposite-o nos Ecopontos
 
Não deixe os electrodomésticos em “stand-by”. Desligue-os
 
Use lâmpadas de baixo consumo
 
Não deixe lâmpadas acesas em divisões vazias
 
Adquira electrodomésticos de baixo consumo
 
Use os transportes públicos
 
Quando comprar um automóvel escolha um com baixo teor de emissões poluentes
 
 
 
Colabore … passe a palavra a outros
publicado por energiaebjosesaraiva às 22:19
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Abril de 2007

PORQUÊ POUPAR ENERGIA?

                         Fontes:  www.energaia.pt

                                        www.edvenergia.pt

 

 

 

Nós, os utilizadores domésticos obtemos a energia essencialmente a partir da electricidade ou da utilização directa de combustíveis.

 

 1-A electricidade é produzida em centrais hídricas e térmicas. Neste caso com recurso à queima de combustíveis fósseis (carvão, gás natural e derivados de petróleo).

Os combustíveis utilizados directamente são o butano, o propano, o gás natural

ou o gasóleo que são queimados para a produção de calor (esquentadores, caldeiras, etc.).

 

2-A utilização de combustíveis fósseis tem grandes impactos ambientais devido à produção de CO2 e de outras fontes de poluição, e torna Portugal dependente face aos mercados internacionais, uma vez que não tem recursos energéticos fósseis.

 

3-As famílias pagam cada vez mais pela energia que consomem.

 

4-Existem elevados níveis de ineficiência e desperdício na utilização de energia.

 

 

 

VANTAGENS DA POUPANÇA DE ENERGIA

 

·        Redução das contas mensais relacionadas com o consumo de energia;

·        Contribuição para a protecção do meio ambiente;

·        Promoção de uma maior eficiência na utilização dos recursos;

·        Diminuição da dependência energética de Portugal.

 

 

Hoje analisamos como reduzir a factura de electricidade apenas controlando a iluminação.

 

Uma ideia brilhante não necessita de iluminação eléctrica!

 

 

àNas casas portuguesas os custos de iluminação representam cerca de 15% da factura  

    de electricidade.

à Na maior parte dos casos, uma parte considerável dos custos podem ser evitados.  

 

1.      Sempre que possível, utilize luz natural.

     A luz  proveniente do sol, além de não ter que ser paga, cria um ambiente mais   

     saudável e mais agradável.

 

 

2.      Faça a opção adequada

 

àExistem quatro tipos principais de lâmpadas para uso doméstico.

 

à As mais económicas são as fluorescentes e as fluorescentes compactas (CFL).

 

àEstas lâmpadas emitem a mesma luz que uma lâmpada incandescente convencional,   

    gastando menos 80% de energia.

 

Lâmpada de halogéneo – Muito embora a sua utilização esteja a ser generalizada ao nível das novas construções, a eficiência energética e os custos de exploração são

desfavoráveis quando comparados com a fluorescente compacta.

 

Incandescente normal – A sua utilização deverá restringir-se apenas àqueles casos em que não é possível a substituição por tecnologia fluorescente.

Apresenta níveis de eficiência e fiabilidade reduzidos.

 

Fluorescente – As fluorescentes tubulares são uma solução recomendada para espaços como cozinhas, corredores, escritórios, aparcamentos e outros locais cuja componente estética não seja fundamental.

 

Fluorescentes compactas – Apresentando um consumo de energia  80%  inferior às lâmpadas tradicionais, são a melhor solução para espaços onde seja necessário iluminação permanente, exterior ou interior, e iluminação de segurança.

 

Para iluminação de interiores são aconselhadas lâmpadas de cor amarela. A cor branca recomenda-se para exteriores, cozinhas, etc.

 

Nunca deve tocar com os dedos nos filamentos da lâmpada, só no casquilho. É condição de duração e de segurança.

 

3.      Desligue a iluminação sempre que não precise.

 

São inúmeras as situações de desperdício com a iluminação.

Reveja o seu dia-a-dia e verifique quantas vezes se deixa a luz do corredor/hall acesa; -quantas vezes a luz da sala/quartos está acesa sem que esteja lá alguém;

-quantas vezes acendemos a luz quando bastava abrir um estore ou um cortinado para a luz solar ser suficiente;

-quantas vezes acendemos a luz das escadas sem nenhuma necessidade.

 

 

O que pode ganhar!

 

Uma comparação entre uma lâmpada incandescente e uma fluorescente compacta capazes de fornecer iguais condições de iluminaçã, ambas a funcionar durante quatro horas por dia, num período de três anos dá-nos razões para pensarmos.

 

                                          L. Incandescente                    L. Fluorescente  

                                                                                              compacta

 

Potência                                   100 W                                     23 W

Preço de compra                     € 1,50                                     € 6,00

Tempo de vida                         1000 Horas                            10000 Horas

Custo das lâmpadas

 (com a substituição por avaria)        € 10,50                                 € 6,00

Custo com electricidade

 (em 3 anos)                                   € 39,33                                  € 9,05

Custo total em 3 anos                49,80                                  15,04

 

 

àEmbora a lâmpada incandescente custe cerca de 4 vezes menos do que a fluorescente compacta, é necessário substituir a incandescente muito mais vezes do que a fluorescente - esta tem um tempo de vida  10 vezes superior.

àTambém o custo de funcionamento da incandescente é cerca de quatro vezes superior ao da fluorescente compacta.

àNo total, e ao fim de três anos, o custo com a tecnologia incandescente atinge quase os €50, enquanto que a fluorescente fica-se pelos €15.

Isto para uma lâmpada e três anos de funcionamento!

 

Acha que poupa pouco dinheiro   € 34,76?

Multiplique o valor pelo número de lâmpadas que tem em casa e por 10, 15, 20 (para 30, 45 e 60 anos);

Terá uma surpresa!

 

Além da poupança em €€ está a preservar o ambiente, a prevenir a saúde e as condições de vida dos seus filhos e netos.

 

Seja consciente

      Pense energia      

Pense ambiente

publicado por energiaebjosesaraiva às 22:52
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Sábado, 31 de Março de 2007

“Torne-se num homo ecologicus. Antes que seja tarde demais. "

 

 

 

Já todos ouvimos falar de “efeito de estufa”, de “aquecimento global” e de “alterações climáticas”.

Aliás, já todos sentimos alguns dos seus efeitos - Verões excessivamente quentes, Invernos excessivamente frios, períodos de seca acentuada, indefinição das estações do ano, etc., etc.

 

Quem é o responsável?

O ser pensante!

Racional!

O ser humano!

Nós.  L L L

 

O dióxido de carbono (CO2)  é um gás, e o principal culpado do efeito de estufa.

 

Mas como se produz o dióxido de carbono?

A emissão deste gás ocorre quando se produz e quando se consome energia, isto é, em todas as actividades do nosso dia-a-dia.

 

É pois urgente combater o aumento do consumo energético.

 

Mas o nosso “progresso” e o nosso “conforto” gastam cada vez mais energia.

E para gastarmos mais, temos de produzir mais, e assim produzimos cada vez maiores quantidades de dióxido de carbono.

 

Então a única solução é fazer o uso mais eficiente da energia -  com menos quantidade de energia obter os mesmos ou até melhores resultados.

É aqui que cada um de nós pode desempenhar um papel muito importante.

Temos nas nossas mãos o poder de salvar o planeta. J J

 

“Cada  kwh de energia que se gasta em cada casa, representa mais de 1 kwh (porque há sempre alguma energia que se perde) que tem de ser extraído, transportado, transformado e comprado.”

 Por exemplo, em Portugal, para produzir 1 kwh de electricidade gastam-se 2,6 kwh de carvão numa central.  “Assim, cada  kwh de electricidade utilizado nas nossas casas representa mais energia do que o valor que aparece na factura”.

 

Podemos dizer que  o uso racional de energia é uma fonte de energia” e muitas vezes até aumenta o nosso conforto e bem-estar.

 

“Cada português envia, em média, para a atmosfera, por ano, cerca de 6 toneladas (6 000 kg!) de gases com efeito de estufa (sobretudo CO2).”

Com pouco ou nenhum esforço, apenas alterando alguns comportamentos e estando mais atentos, podemos reduzir muito essas emissões.

“Por exemplo: se trocar as lâmpadas de casa, desligar as televisões e as aparelhagens quando não está a utilizá-las, e andar de carro menos 1 km por dia, deixa de emitir, num ano, 210 kg de dióxido de carbono!

Está ao seu alcance atingir o grau máximo da evolução humana:

Torne-se num homo ecologicus.

Antes que seja tarde demais.”

 

 

    Fontes:

à 50 ideias simples para salvar o planeta, por Alexandra Rosa, Luís Ribeiro e   Sara Sá-VISÃO 22 de Março 2007.

à Agir por um futuro melhor – PROTESTE Janeiro 2007.

    Dado o interesse destes trabalhos aconselhamos a sua consulta.

 

 

 
publicado por energiaebjosesaraiva às 19:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 24 de Março de 2007

ALERTA DO OCEANÁRIO

 

"Dez Coisas A Fazer" para ajudar a combater

 o aquecimento global:

 

 

01 - Uma lâmpada

        Substituir uma lâmpada normal por uma lâmpada florescente        
        poupa 68 kg de carbono por ano;


02 -
Conduzir menos

        Caminhar, andar de bicicleta, partilhar o carro ou usar os     transportes    públicos com mais frequência.        

       Poupará 0,5 kg de dióxido de carbono por cada 1,5 km que não     conduzir!

03 - Reciclar mais

        Pode poupar 1000 kg de dióxido de carbono por ano reciclando  apenas metade do seu desperdício caseiro;

04 - Verificar os pneus

        Manter os pneus do carro devidamente calibrados pode melhorar o consumo de combustível em mais de 3 %.

        Cada 4 litros de combustível poupado retira 9 kg de dióxido de carbono da atmosfera!

05 - Usar menos água quente

        Aquecer a água consome imensa energia.

        Usar menos água quente instalando um chuveiro  de baixa pressão poupará 160 kg de CO2 por ano;

        lavar a roupa em água fria ou morna (30ºC/40ºC) poupa 230 kg por ano;


06 - Evitar produtos com muita embalagem

        Pode poupar 545 kg de dióxido de carbono se reduzir o lixo em 10 %;

07 - Ajustar o termostato

        Acertar o termostato apenas dois graus para baixo no Inverno e dois graus para cima no Verão pode poupar cerca de 900 kg de dióxido de carbono por ano;

08 - Plantar uma árvore

        Uma única árvore  absorve uma tonelada de dióxido de carbono durante a sua vida;


09 - Seja parte da solução - aprenda mais e torne-se activo em    

       www.climatecrisis.net


10 - Espalhe a mensagem! - incentive os amigos a ver " Uma Verdade  

       Inconveniente ".


 

Veja quanto pode poupar o ambiente! É só fazer as contas!

 

 

  

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 20 de Março de 2007

MEDIDAS_EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

 

           Medidas para o uso eficiente da energia

           O Ricardo Domingos e o António, do 9º G, sugerem 10 medidas para

           o uso eficiente de energia:

 

  1. Evite ter as luzes ou os equipamentos ligados, quando não for necessário.

 

  1. Procure utilizar os transportes colectivos nos seus trajectos diários. Para distâncias curtas opte por se deslocar a pé.

 

  1. Procure calafetar as portas e janelas, e isolar paredes, tectos e pavimento da sua casa. Ao fazê-lo, está a economizar energia e a reduzir o investimento em sistemas de climatização.

 

  1. Antes de comprar um novo equipamento, verifique a etiqueta energética e opte por aquele que apresenta menor consumo de energia.

 

  1. Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadoras. Dão a mesma luz, mas poupam 80% da energia eléctrica utilizada e duram 8 vezes mais.

 

  1. Desligue os equipamentos no botão, ao invés de desligar no comando. Os aparelhos em modo stand-by, continuam a gastar energia.

 

  1. Evite abrir desnecessariamente a porta do frigorífico e, quando o fizer, seja o mais rápido possível. Verifique periodicamente o estado da (s) borracha (s) das portas do frigorífico.

 

  1. No Inverno, aproveite a radiação solar para aquecer a casa, através das janelas. No Verão, evite os ganhos solares excessivos. Em ambas as estações, evite ter os aparelhos de climatização a funcionar com as janelas abertas.

  1. Sempre que possível, procure proceder à separação dos diferentes lixos.

    10.  Utilize as máquinas de lavar, sempre que puder, com carga completa e

           num programa de baixa temperatura.

                          ( Pesquisa efectuada no site da EDP)

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 11 de Março de 2007

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

BREVES ( Jornal Expresso)

  • Em 2020, a UE quer produzir 20% da energia através de fontes renovaveis, incluir 10% de biocombustíveis nos transportes rodoviários e aumentar a eficiência energética em 20%.
  • A Comunidade Europeia vai propor à comunidade internacional que reduza as emissões de CO2 em cerca de 30% até 2020.
  • A EDP vai lançar medidas parea promover a eficiência energética entre os consumidores domésticos, como subsídios para a compra de lâmpadas fluorescentes compactas ( baixo consumo).
  • O governo da Austrália quer proibir o uso das tradicionais lâmpadas incandescentes até 2010 o que levará a uma redução de 4milhões de toneladas nas emissões de CO2 em 2015.
  • A produção total de resíduos na UE ascende a 3,5  toneladas anuais por pessoa. Cerca de 49% do lixo produzido nas cidades europeias é depositado em aterros, 18% é incinerado e 33% reciclado.

CONTEMPLAR A NATUREZA...

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 19:23
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.Contactos:

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

17
18
21
22
23

24
25
26
27
29
30


.posts recentes

. NOKIA cria Alerta

. CAMPANHA:TROCA DE LÂMPADA...

. FORNO SOLAR

. COMO poupar energia...1

. PODEMOS MUDAR O MUNDO … c...

. PORQUÊ POUPAR ENERGIA?

. “Torne-se num homo ecolog...

. ALERTA DO OCEANÁRIO

. MEDIDAS_EFICIÊNCIA ENERGÉ...

. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

.Arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.Tags

. alterações climáticas(4)

. aquecimento global(2)

. biodiversidade(1)

. compostagem(3)

. comunicação social(3)

. concurso(1)

. concurso de fotografia(1)

. desenvolvimento sustentavel(3)

. dia comemorativo(7)

. divulgação(17)

. eficiência energética(10)

. energias renovaveis(13)

. evolução(1)

. poema(11)

. protecção do ambiente(6)

. reciclagem(11)

. sabia que...(15)

. sensibilização(24)

. tília(1)

. todas as tags

.links

.lâmpada economica

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds