Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

Curiosidades da reciclagem

            AMBIENTE
  • A incineração de 10 mil toneladas de resíduos pode criar apenas um emprego, enquanto a reciclagem da mesma quantidade pode proporcionar a ocupação de 40 pessoas.
  • Diariamente, cada um de nós é responsável pela produção de cerca de 1,3 kg de resíduos. No final de um ano são quase 500 kg. Desses resíduos, 9% são embalagens de plástico.


    VIDRO

  • A energia poupada pela reciclagem de uma garrafa de vidro é suficiente para manter acesa uma lâmpada de 100 watts durante 4 horas.
  • Quando se inclui vidro de embalagens usadas na fusão das matérias-primas que entram no fabrico do vidro poupa-se combustível, pois há menos matéria para fundir.
  • Por cada tonelada de vidro usado incluída no fabrico de vidro poupam-se 1,2 toneladas de matérias-primas originais.


    PAPEL/CARTÃO
  • Uma tonelada de papel reciclado evita o abate de 15 a 20 árvores.

  • A produção de papel reciclado permite poupar água necessária na produção de papel e diminuir o corte de árvores, contribuindo assim para uma floresta sustentável.
  • O papel higiénico e os lenços de papel contêm entre 60 a 70% de papel reciclado e os jornais podem usar até 100%.
  • A produção de papel reciclado consome 2 a 3 vezes menos energia que a produção de papel a partir da fibra vegetal.
PLÁSTICO
  • 5 garrafas de plástico recicladas dão origem a poliéster suficiente para uma camisola de manga curta XL. Para um par de calças chegam 10 garrafas. Se forem 25, fornecem material para uma camisola.
  • Cada 100 toneladas de plástico reciclado evitam a extracção de uma tonelada de petróleo.
  • No caso do PET, a reciclagem utiliza (em média) apenas 30% da energia que seria necessária para a produção de matéria-prima virgem.
  • Devido ao peso reduzido, o uso de plástico em automóveis reduz o consumo de combustível em 4%.
  • A reciclagem de plásticos permite poupar petróleo e gás natural, as duas matérias-primas neles mais utilizadas.


    METAL
  • Uma lata de bebida pode ser infinitamente reciclada sem perda de qualidade.
  • O alumínio obtido a partir de embalagens usadas consome apenas 5% da energia necessária na produção de alumínio a partir de matérias-primas minerais.


    MADEIRA
  • A reciclagem de uma tonelada de resíduos de madeira evita o abate de 40 árvores.
 Extraído de : http://www.junior.te.pt
publicado por energiaebjosesaraiva às 23:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 5 de Maio de 2007

GARRAFA RECICLADA

 

        Cada garrafa de plástico reciclada poupa energia suficiente para manter acesa uma lâmpada durante seis horas.

 

 

 

 

(westernriverside.org.uK)

 

 

 

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 4 de Maio de 2007

EMBALÕES

 

EMBALÕES - CONTENTORES AMARELOS

 

 

        A Escola José Saraiva está mais colorida.

       Já temos embalões em todos os Blocos, Pavilhão Gimnodesportivo, Cantina, Bar e até no espaço do recreio junto ao campo de futebol.

 

      Os referidos contentores foram gentilmente cedidos pela Empresa Plastidom à qual agradecemos a pronta disponibilidade e colaboração na concretização de mais um objectivo, no âmbito deste Projecto.

 

     Apelamos a toda a Comunidade Educativa  no sentido de contribuirem com pequenos gestos e atitudes de cidadania que colectivamente darão certamente  resultados a curto prazo.

  

 

 

                 Separando correctamente as embalagens, poupamos   

             energia e Protegemos o Ambiente.

 

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 01:18
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 30 de Abril de 2007

O que fazer com os óleos usados?

Mesmo que façamos poucos fritos em nossa casa,   vezes há em que não resistimos à batatinha frita, à petinga frita ou mesmo às rabanadas. E o que fazemos ao óleo da fritura? O usual é deitá-lo na pia.  L L L    

 

Um litro de óleo contamina cerca de um milhão de litros de água, isto é, o equivalente à quantidade de água que uma pessoa consome durante 14 anos!!!

 

Que fazer então?

 

à  O óleo usado deve ser colocado em garrafa com tampa (pode ser na do próprio óleo que entretanto guardámos,  ou numa garrafa de refrigerante/água) que  deve  ser bem   fechada. J  J  J

 

2º à  Depois de fechada:

- a garrafa  é colocada no lixo normal, isto é, no lixo orgânico J    

ou

-depois de fechada, a garrafa é levada a um centro de recolha de óleo usado que os encaminhará, por exemplo,  para valorização energética através da sua conversão em biodiesel. J J J J J

 

à O contacto de um óleo usado sobre o solo destrói a flora de uma tal forma que ela só se  recompõe totalmente passados 15 anos. 

à O despejo de 5 litros de óleo usado sobre a água origina a formação de uma película oleosa com um diâmetro de 5 quilómetros.

à Os despejos nos esgotos dificultam o funcionamento do sistema de depuração das estações de  tratamento  de água .

 

Hoje temos uma proposta a fazer-lhe:

Envie, pelo seu educando, o óleo usado. Uma empresa especializada no seu tratamento fará,na Escola, a respectiva recolha.

O Ambiente agradece e o seu filho/educando desenvolve hábitos ecológicos – lembre-se, os filhos repetem os comportamentos que observam.

Faça do seu filho um defensor do ambiente. 

Incuta-lhe comportamentos que contribuam para um mundo melhor.

 

 Fontes:

www.galpenergia.com/Galp+Energia/

 

 www.sabesp.com.br

 

www.bonde.com.br

 

www.ambientevital.com.br/

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 21:20
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Abril de 2007

RECOLHA DE ÓLEOS ALIMENTARES USADOS

 

 

Campanha “ Recolha de óleos alimentares usados” ao nível da escola, restaurantes e sector doméstico.

              

 Pretende-se que estes óleos sejam encaminhados para destinos ambientalmente aceites, nomeadamente para valorização energética, através da sua conversão em biodiesel.

A fim de concretizar esta actividade foi contactada a empresa que já efectua a recolha de óleo usado da cantina da escola – Biological. Serão colocados na escola mais recipientes próprios para recolha.

 

00032689

 

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 11:26
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 19 de Abril de 2007

RESÍDUOS SÓLIDOS HOSPITALARES

Resíduos Sólidos Hospitalares

O que são?

Resíduos produzidos em unidades de prestação de cuidados de saúde, incluindo actividades médicas de diagnóstico, prevenção e tratamento de doença, em seres humanos ou animais, e ainda as actividades de investigação relacionadas (decreto-lei 239/97 de 9 de Setembro).·

 

Qual a quantidade produzida?

Em média, um doente é responsável pela produção diária de quase 3,5 Kg de resíduos. A quantidade real depende, contudo, das especialidades de cada hospital, sendo que os gerais, com doentes infecto-contagiosos ou com tratamentos oncológicos, produzem uma maior quantidade, que pode atingir os 4,5 quilos por cama.

No entanto, a esmagadora maioria desses lixos – cerca de 60 por cento - não possuem qualquer risco para a saúde, sendo constituídos por resíduos equivalentes aos urbanos. Apenas os restantes 40 por cento necessitam de cuidados especiais.

Como deve ser feita a sua gestão?

Dada a natureza destes resíduos a sua gestão deve assentar em 5 vectores:

·         Prevenção da produção e riscos associados

·         Formas de gestão interna na unidade de saúde

·         Valorização da componente reaproveitável

·         Tratamento e destino final

·         Formação de profissionais e informação ao publico.

 

Como se classificam?

Os resíduos hospitalares classificam-se em 4 tipos (decreto-lei nº 242/96 de 13 de Agosto):

·         Grupo I ; Grupo II ; Grupo III  e Grupo IV .

sendo considerados resíduos não perigosos os resíduos do grupo I e II, e perigosos o III e IV.



 Grupos I – não exigem cuidados especiais no seu tratamento, dado que são equiparados a Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)

 ( Trabalho elaborado por Alexandra Borges/ EE do Francisco_9ºB)

 

Grupos II – não exigem cuidados especiais no seu tratamento, dado que são também equiparados a RSU.

Grupo III – resíduos que se prevêem contaminados, e com risco biológico. Nestes casos é exigente o uso de tratamento mais eficaz (incineração ou pré-tratamento), permitindo posterior eliminação como resíduo urbano..

Grupo IV – Resíduos hospitalares específicos – resíduos de vários tipos de incineração obrigatória.

Como se deve efectuar a triagem, acondicionamento e armazenagem?

A triagem e acondicionamento dos Resíduos Hospitalares deve ser feita junto do local onde se deu a sua produção, e acondicionados de forma a ser clara a sua origem e grupo:

·         Grupo I e II – recipientes de cor preta

·         Grupo III – branca com indicação de risco biológico

·         Grupo IV – vermelha (excepto materiais cortantes e perfurantes, que devem ser armazenados em recipientes ou contentores imperfuráveis.

Saliente-se ainda, que os contentores usados no grupo III e IV devem ser facilmente manuseáveis, resistentes e estanques, mantendo-se hermeticamente fechados, laváveis e desinfectáveis, se forem de uso multiplo.·

O armazenamento dos Resíduos Hospitalares deve ser efectuado num local específico e sinalizado, de modo a separar os do Grupo I e II dos III e IV.


No caso do grupo I e II, a separação deve ser feita tendo em conta a possibilidade de reciclagem e reutilização de cartão e papel, vidros, metais, películas de RX, pilhas e baterias.·

publicado por energiaebjosesaraiva às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

A propósito dos sacos de plástico mais ecológico

Sabe o que é d2w?

 

Os plásticos tradicionais são materiais particularmente versáteis e resistentes. É a sua robustez que lhe permite ter inúmeras aplicações, mas é também essa característica que provoca grandes volumes de detritos plásticos, que enchem  aterros sanitários e outros locais de depósito de resíduos.

Também uma porção significativa do lixo deitado fora, além de ser visualmente desagradável e, muitas vezes nocivo à vida selvagem, é composta de materiais plásticos.

Desde os anos trinta que se fabrica plástico.

Menos que 5% foi incinerado. O restante continua por aí, em algum lugar do planeta.

O d2w®  , uma nova tecnologia e o logótipo da gota são marcas registadas, utilizadas para identificar uma variedade de produtos plásticos totalmente degradáveis, bem como uma variedade de aditivos.

Estes aditivos provocam a total decomposição do plástico em água, dióxido de carbono e uma pequena quantidade de bio massa.

As embalagens de plástico de rápida degradação têm muito interesse para a preservação do meio ambiente e para a redução de resíduos.

São também utilizados estabilizadores para garantir uma vida útil suficientemente longa para cada aplicação específica.

Durante o processo de fabrico pode programar-se a degradação do plástico para que ocorra desde 60 dias até 6 anos após a sua produção.

Por exemplo, um saco de lixo pode exigir uma vida útil de 18 meses antes de perder a resistência, ao passo que uma embalagem para pão poderá precisar de apenas algumas semanas.

Os produtos com tecnologia d2w® não necessitam de um ambiente biologicamente activo para começarem a degradar-se. São totalmente degradáveis.

A degradação acontecerá mesmo que o plástico seja deitado fora indevidamente e abandonado ao ar livre!

Isto é muito importante para a solução do grave problema do lixo constituído por resíduos plásticos depositados de forma incorrecta.

Por esta razão, o plástico “totalmente degradável” d2w® é preferível ao ’bio degradável, porque este exige um ambiente biologicamente activo (por exemplo, enterrado no solo) para que o processo de degradação se inicie.

Fontes:

http://www.oxibio.net/about/index.shtml

http://www.oxibio.net/products/index.shtml

 

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:45
link do post | comentar | favorito
Domingo, 1 de Abril de 2007

RECICLAR É ... MESMO NECESSÁRIO

 

       Repare bem:

  • 1000 latas de bebida podem ser transformadas numa bicicleta
  • 100 toneladas de plástico reciclado evitam a extracção de uma tonelada de petróleo
  • 5 garrafas de plástico transparente (PET) recicladas dão origem a "polyester" suficiente para fazer uma "t-shirt" de tamanho XL
  • 10 garrafas PET chegam para fazer um par de calças
  • 25 garrafas PET dão para fazer uma camisola de malha polar
  • 1 tonelada de resíduos de madeira resultante da reciclagem evita o abate de cerca de 2 árvores

Adaptado de Expresso nº 1788 , 3. Fevereiro.2007, Revista Única

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:57
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 24 de Março de 2007

ALERTA DO OCEANÁRIO

 

"Dez Coisas A Fazer" para ajudar a combater

 o aquecimento global:

 

 

01 - Uma lâmpada

        Substituir uma lâmpada normal por uma lâmpada florescente        
        poupa 68 kg de carbono por ano;


02 -
Conduzir menos

        Caminhar, andar de bicicleta, partilhar o carro ou usar os     transportes    públicos com mais frequência.        

       Poupará 0,5 kg de dióxido de carbono por cada 1,5 km que não     conduzir!

03 - Reciclar mais

        Pode poupar 1000 kg de dióxido de carbono por ano reciclando  apenas metade do seu desperdício caseiro;

04 - Verificar os pneus

        Manter os pneus do carro devidamente calibrados pode melhorar o consumo de combustível em mais de 3 %.

        Cada 4 litros de combustível poupado retira 9 kg de dióxido de carbono da atmosfera!

05 - Usar menos água quente

        Aquecer a água consome imensa energia.

        Usar menos água quente instalando um chuveiro  de baixa pressão poupará 160 kg de CO2 por ano;

        lavar a roupa em água fria ou morna (30ºC/40ºC) poupa 230 kg por ano;


06 - Evitar produtos com muita embalagem

        Pode poupar 545 kg de dióxido de carbono se reduzir o lixo em 10 %;

07 - Ajustar o termostato

        Acertar o termostato apenas dois graus para baixo no Inverno e dois graus para cima no Verão pode poupar cerca de 900 kg de dióxido de carbono por ano;

08 - Plantar uma árvore

        Uma única árvore  absorve uma tonelada de dióxido de carbono durante a sua vida;


09 - Seja parte da solução - aprenda mais e torne-se activo em    

       www.climatecrisis.net


10 - Espalhe a mensagem! - incentive os amigos a ver " Uma Verdade  

       Inconveniente ".


 

Veja quanto pode poupar o ambiente! É só fazer as contas!

 

 

  

publicado por energiaebjosesaraiva às 23:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 10 de Março de 2007

EMBALÕES_NOTÍCIA

  • Onde se devem colocar as embalagens “Tetra Pack” ? 
Os pacotes “Tetra Pack”, normalmente usados para leite, sumo e ice tea, devem ser depositados nos “embalões”, isto é nos ecopontos amarelos.
 
Ao contrário da maioria dos países da Europa, em Portugal durante anos aquelas embalagens foram depositadas no ecoponto azul, à excepção das cidades de Lisboa e Porto.
 
Agora a Sociedade Ponto Verde, entidade gestora dos resíduos, recomenda que sejam colocados nos “embalões”.
 
É importante que esta alteração nos nossos hábitos de separação dos RSU seja divulgada e implementada uma vez que de acordo com a informação recebida na Acção de Formação ocorrida no passado dia 7 deste mês, o cartão utilizado neste tipo de embalagens é de boa qualidade pelo que deve ser aproveitado.
                
 
Passa esta mensagem aos teus amigos e familiares.
publicado por energiaebjosesaraiva às 21:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.Contactos:

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13

17
18
21
22
23

24
25
26
27
29
30


.posts recentes

. Curiosidades da reciclage...

. GARRAFA RECICLADA

. EMBALÕES

. O que fazer com os óleos ...

. RECOLHA DE ÓLEOS ALIMENTA...

. RESÍDUOS SÓLIDOS HOSPITAL...

. A propósito dos sacos de ...

. RECICLAR É ... MESMO NECE...

. ALERTA DO OCEANÁRIO

. EMBALÕES_NOTÍCIA

. BIODIESEL

.Arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.Tags

. alterações climáticas(4)

. aquecimento global(2)

. biodiversidade(1)

. compostagem(3)

. comunicação social(3)

. concurso(1)

. concurso de fotografia(1)

. desenvolvimento sustentavel(3)

. dia comemorativo(7)

. divulgação(17)

. eficiência energética(10)

. energias renovaveis(13)

. evolução(1)

. poema(11)

. protecção do ambiente(6)

. reciclagem(11)

. sabia que...(15)

. sensibilização(24)

. tília(1)

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds